quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Não falando de amor


A gente fala de amor mas não deve. É não deve.
Falando do amor se perde o riso, o cheiro, a beleza de algo tão maravilhoso que não tem nome e nunca terá.
Não se deve procurar metafísicas em pele, em sentimento e olhar.
Ps: sei que não sou niguém para dizer o que pode e o que não pode ser dito.
Ps²: sei também que por contradição, eu possa ousar falar desse sentimento mais na frente.
ps³: devo ressaltar que não sou nenhuma maluca que ache relacionamento a dois um sonho cor-de-rosa, se assim fosse eu fugiria.

Um comentário:

  1. quero tudo isso as avessas, nada convencional, nada de amor conservador.

    ResponderExcluir